Mulher flagra marido estuprando sobrinha na sala da própria casa

Depois do flagrante da esposa, o agressor foi direto para delegacia registrar um crime de calúnia contra a esposa e a irmã dela, negando o crime sexual, que foi confirmado pela vítima.

Segundo as informações, a mãe e a tia da vítima saíram para trabalhar e deixaram a menina de 14 em casa, junto com outros 3 menores, sendo um deles o filho do agressor e 1 ano e 5 meses.

O homem pediu para as duas crianças mais novas irem até o mercado comprar salgado, aproveitou do momento para estuprar a menina. No meio do crime sexual, a esposa dele chegou em casa e quando abriu a porta da sala, flagrou o ato.

Nesse momento, ela gritou com o suspeito que saiu do cômodo e foi em direção onde o bebê estava. Eles começaram a discutir e o suspeito saiu de casa e foi até a delegacia, registrar um boletim de ocorrência contra a esposa.

Calúnia

Na ocorrência do suspeito, ele diz que quer separar a mulher, mas ela não aceita o fato. Por isso, vive criando situações junto com a irmã. Enquanto ele fazia a ocorrência, as mulheres chegaram com a vítima.

O suspeito acabou sendo agredido por um dos tios da menina dentro da unidade policial. Ele precisou ser contido pela polícia e causou danos dentro da sala. A menina foi ouvida e confirmou a versão aos policias.

Segundo ela, o homem fez sexo oral nela e obrigou a fazer nele. Ele foi preso em flagrante e o caso será investigado pela Delegacia Especializada da Mulher, Criança e do Idoso de VG.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like