Câmara de Cuiabá e Secretaria Municipal de Saúde definem data de início do mutirão de cirurgias eletivas

Da Assessoria

A Câmara de Cuiabá e a Secretaria Municipal de Saúde definiram nesta quarta-feira (26.06), que o mutirão de cirurgias eletivas terão início no dia 4 de julho deste ano, tendo estimativa inicial de serem realizados mais de 1000 procedimentos mensalmente. Os recursos são oriundos de emendas impositivas dos parlamentares com o objetivo de reduzir a fila de espera.
O presidente do Legislativo, vereador Chico 2000 (PL), valorizou o encontro de alinhamento e reiterou que os vereadores farão uma vistoria no antigo Pronto-Socorro da Capital, local onde serão executados os procedimentos cirúrgicos.
“Na reunião entre os vereadores e secretário de saúde, definimos com relação às cirurgias eletivas, as quais terão início em 4 de julho. Próxima semana vamos fazer uma vistoria no pronto-socorro. Estando tudo correto, 4 de julho inicia-se as cirurgias eletivas, ação esta dos 25 vereadores da Câmara Municipal de Cuiabá”, celebrou, relembrando que a iniciativa de empenho de emendas para a saúde é um ato coletivo dos vereadores em favor da população.
Durante o encontro, o secretário de governo, Júnior Leite, apresentou um planejamento para a execução das cirurgias, estipulando que, a meta, é de 1080 procedimentos por mês, seguindo o sistema de regulação, sem qualquer discriminação a moradores que não são residentes da Capital. Ficou acordado ainda que a Secretaria Municipal de Saúde vai enviar um relatório mensal aos parlamentares, dando publicidade referente a destinação e execução dos recursos.
Chico também pediu que a população faça a atualização do seu cadastro de informações junto a Secretaria Municipal de Saúde. As emendas para a Saúde foram aprovadas na Lei Orçamentária Anual (LOA) 2024, que estima a receita total do município em R$ 4,4 bilhões. A votação foi feita no último dia 22 de janeiro.
Estiveram presentes os vereadores Chico 2000 (PL), Raufrides Macedo (MDB), Sargento Vidal (MDB), Demilson Nogueira (PP), Wilson Kero Kero (PMB), Kassio Coelho (Podemos), Marcus Brito (PV), Pastor Jeferson (PSD), Dilemário Alencar (União Brasil), Renivaldo Nascimento (PSDB), Fellipe Corrêa (PL), Rogério Varanda (PSDB), Michelly Alencar (União Brasil) e Sargento Joelson (PSB). Além do secretário-adjunto de Atenção Hospitalar e Complexo Regulador, Paulos Rós, Secretário de Saúde, Deiver Teixeira, e o secretário de Governo, Júnior Leite.
0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like