Nadador de MT treina na Turquia antes de seguir para Tóquio

O nadador cuiabano Felipe Lima, 36, está em treinamento na Turquia e confiante em um bom resultado na participação nas Olímpiadas de Tóquio. O atleta tem sua primeira prova no dia 24 de julho.

Essa é a segunda Olímpiada da qual o nadador participa. A primeira foi em Londres, 2012. Ele deve embarcar para o Japão no dia 18 de junho, chegando ao país 6 dias antes da primeira participação.

Felipe Lima conta que estava em treinamento para competição em Roma. Como já estava na Europa, ele decidiu seguir para a Turquia para os últimos preparativos antes dos jogos em Tóquio. A escolha da cidade foi pelo menor uso horário do Brasil em relação a sede dos jogos e também por ter um centro de treinamento de ponta, onde pode se hospedar e treinar com os melhores equipamentos e condições. O treinador Tiago Moreno o acompanha.

“Essa preparação final está sendo muito boa. As expectativas são as melhores, tenho obtido uma temporada excelente. Estou em período de adaptação e daqui saiu direto para Tóquio. É um fuso horário menor daqui para Tóquio, são só 6 horas, do Brasil são 12. Já vou direto para o centro de treinamento no Japão e passo por processo de aclimatação para a primeira prova de 100 metros peito, dia 24”, explica o nadador, que é um dos melhores do mundo.

O atleta explica que está seguro para participar dos jogos mesmo em meio à pandemia. Ele não foi contaminado pelo novo coronavírus e relatou que o protocolo de cuidados para evitar contágio é rigoroso.

“Estamos seguindo todos os protocolos exigidos. Não estamos saindo do centro de treinamento. Na chegada já é exigido o teste negativo de PCR e exames semanais, tem que fazer testes antes se ir para Tóquio e lá vai ser ainda mais restrito. Iremos fazer um teste de PCR por dia. Os protocolos serão seguidos à risca para que possamos fazer a melhor competição possível”, declara.

 

Carreira
O atleta de Cuiabá treina desde os 8 anos, já participou e ganhou diversas competições, sendo destaques para o índice para as Olimpíadas de Pequim, em 2008, da qual não participou por não ter sido classificado na seletiva brasileira.

 

Foi medalha de prata nos jogos Pan-Americanos 2011. Foi medalha de bronze no Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2013 em Barcelona. Jogos Sul-Americanos de 2014 ganhou duas medalhas de ouro. Em junho de 2019, no Mare Nostrum, etapa de Monte Carlo, bateu o recorde das 3 Américas, na prova dos 50m peito, com 26s33 só para citar alguns prêmios recebidos pelo atleta.

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like
Leia Mais

Dono da Havan Compra na China

Os empresários Luciano Hang e Carlos Wizard – figuras centrais do empresariado bolsonarista – estão à frente de uma iniciativa para viabilizar…