Veja como esta a Distribuição da vacinas contra o Covid-19

A Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT) aprovou a resolução que estabelece a distribuição, o armazenamento e a aplicação das 109.352 doses de vacina contra a Covid-19, sendo 90.800 doses da AstraZeneca e 9.360 doses da Pfizer, recebidas na última terça-feira (18.05), e 9.192 doses da CoronaVac, remanescentes do estoque estratégico do estado.

A logística de distribuição das doses aos municípios já teve início na última quarta-feira (19.05). A CIB é composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-MT) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

A Resolução n° 47 definiu que as segundas doses (D2) da AstraZeneca serão entregues aos municípios na data mais próxima do vencimento para a aplicação, de modo a garantir a conclusão do esquema vacinal em quem já recebeu a primeira dose e para a aplicação da primeira dose em pessoas com comorbidades e deficiência permanente grave.

O documento ainda determina que as unidades de AstraZeneca desta nova remessa sejam utilizadas como segunda dose em idosos entre 65 e 69 anos.

Thank you for watching

Já as doses da Pfizer devem ser utilizadas como segunda dose em pessoas com comorbidades ou deficiência permanente e gestantes ou puérpera e serão distribuídas somente para os municípios de Cuiabá e Várzea Grande, devido à logística e o prazo curto de utilização da vacina. O detalhamento das vacinas por público-alvo pode ser acessado no documento em anexo.

O colegiado também pactuou a distribuição de 225 doses de AstraZeneca de remessas anteriores, que estavam armazenadas na Rede de Frio, e definiu que 215 novas doses da vacina AstraZeneca ficarão armazenadas na Central da Rede de Frio, como estoque estratégico para a reposição de eventuais perdas técnicas.

Os municípios deverão acompanhar os imunizados com a primeira dose para que esses possam receber prioritariamente a segunda dose dentro do período estipulado.

Para as vacinas Pfizer e AstraZeneca, o prazo para a aplicação da segunda dose é de até 12 semanas após a primeira dose. Já o imunizante CoronaVac requer o intervalo de 14 a 28 dias para a aplicação da segunda dose.

Caso os municípios alcancem a completa vacinação dos públicos-alvo estabelecidos para a imunização, a CIB orienta a continuidade da imunização dos demais públicos elencados pelo Ministério da Saúde.

Após a distribuição dos imunizantes aos municípios, as vacinas deverão ser armazenadas conforme as condições estabelecidas pela fabricante e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o apoio da segurança pública.

A aplicação das doses deve ser obrigatoriamente registrada pelos municípios no Sistema Nacional do Programa de Imunização (SI-PNI), do Ministério da Saúde.

Até o momento, Mato Grosso já recebeu 1.209.990 doses de imunizantes contra a Covid-19.

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like