Estado vacina apenas 1,5 mil pessoas

Com quase 25 mil pessoas vacinadas contra a covid-19 em Mato Grosso, uma média de pouco mais de 1,5 mil mato-grossenses por dia desde o início da campanha, o Estado ainda está longe do que especialistas consideram uma cobertura eficiente, que irá causar um impacto direto na transmissão da doença. Para eles, os resultados devem surgir a partir da imunização de pelo menos metade da população.

 

Dados da Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS), repassados pela Secretária de Estado de Saúde (SES), apontam que em pouco mais de duas semanas do início da campanha no Estado, 23.516 trabalhadores da saúde já receberam a dose e 633 idosos institucionalizados e seis deficientes institucionalizados, também foram imunizados. Ao todo são 112.049 pessoas inseridas no grupo prioritário definido na primeira fase pelo Ministério da Saúde. Os dados de imunizados até o momento representam 22,2% desse público.

 

Da população estimada na fase 1 de imunização, 84.599 são trabalhadores da saúde, 2.500 são idosos institucionalizados com 60 anos ou mais e 190 pessoas são deficientes institucionalizadas. A população acima de 75 anos também integra a fase 1, mas ainda não vieram doses para esse público.

 

Cor Jesus Fernandes Fontes, professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e pesquisador do Núcleo de Pesquisa Clínica do Hospital Júlio Müller, explica que, apesar de importante, a cobertura ainda está muito longe de ser eficiente quando se pensa na transmissão do novo coronavírus. “No momento, só estamos protegendo as pessoas que cuidam dos doentes, isso é muito importante, mas essas pessoas são um pequeno percentual de toda uma população”.

 

Para o médico, a eficiência dessa cobertura vacinal se dará a partir do momento em que pelo menos metade dos mato-grossenses receber as doses. Em sua opinião, isso deve começar a acontecer a partir de abril. “É o que esperamos”. Para a técnica em enfermagem Lindinalva Amaral Mendes, 49, que está na linha de frente do atendimento da covid-19 e recebeu a dose na semana passada, a vacinação tem sido rápida e eficaz entre os profissionais. Ela conta que tomou a primeira dose em 25 de janeiro e a sua segunda dose já foi agendada para a próxima semana. “A maioria das pessoas que estão nessa primeira fase, que já podem ser vacinada, já foi”.

 

Vacinação
Até o momento, o Estado recebeu um total de 161 mil doses de vacina, que deve ser aplicada duas vezes, e a quantidade ainda não é suficiente para a cobertura da população acima de 75 anos, também na fase 1.

 

De acordo com a SES, com as doses recebidas estão contemplados todos os profissionais que atuam na saúde, e as gestões municipais são responsáveis por desenvolver as estratégias de vacinação junto aos públicos, sendo lógica a necessidade de priorização dos profissionais que estão mais expostos ao risco.

Números
Nesta segunda-feira (1º), o Estado ultrapassou os 218 mil diagnósticos positivos da covid-19 e mantém a média de um óbito por hora nas últimas 24 horas, totalizando 5.154 vítimas fatais. O monitoramento da SES indica que 13 municípios estão com risco moderado para a contaminação com o novo coronavírus. Dentre as cidades estão Cuiabá e Várzea Grande.

 

Fonte do Jornal A Gazeta

22 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like