Caravanas para manifestação em Brasília estão lotadas e partem de Cuiabá no domingo

Os grupos de direita de Cuiabá já estão organizados para viajar para Brasília e apoiar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na manifestação do dia 7 de setembro. De acordo com organizadores, cerca de 20 caravanas vão sair de Capital mato-grossense e vão para a capital federal.

Além de defender o presidente, os manifestantes vão exigir o voto impresso, a garantia de que o povo continuará tendo sua liberdade, e mostrar que são contra o passaporte da vacina.

Algumas caravanas que partem de Cuiabá para a capital federal são organizadas pelo empresário Rafael Yonekubo, um dos líderes do movimento Direita Mato Grosso, que conseguiu quatro ônibus.

“Nós temos 204 pessoas confirmadas nas nossas caravanas. Eu estou organizando quatro ônibus que vão sair aqui da Capital no domingo e voltam na terça-feira, após o ato na Praça dos Três Poderes”, explica Yonekubo.

Segundo o empresário, a ideia do grupo era ficar em Brasília por alguns dias, mas isso não será possível. “Tem muita gente que trabalha e não conseguiria uma folga tão grande assim. Então nós voltamos logo depois do ato”, afirma.

As caravanas organizadas por Yonekubo são de graça e os apoiadores só terão que arcar com comida própria. “Eu consegui patrocínio de empresários, pecuaristas e produtores rurais. Eles custearam os quatro ônibus e o hotel do nosso grupo”, relata.

Ainda segundo o empresário, as caravanas organizadas por ele estão lotadas. “Tem cerca de 40 pessoas na fila querendo ir, esperando alguém que está confirmado desistir. Não cabe mais ninguém”, conta.

Quem quiser partir de Cuiabá para o ato em Brasília terá que desembolsar valores de até R$ 130 para conseguir vaga em alguma das outras 20 caravanas organizadas na capital e em Várzea Grande.

Yonekubo contou ainda que as manifestações não vão acontecer só na capital federal. “Elas vão acontecer em várias cidades do Brasil. Até cidade do interior que nunca teve nada vai realizar algum ato em favor do presidente”, afirma.

“Acho que essa manifestação vai ser a maior de todas, viu”, complementa.

 

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like