Homem é atropelado por duas vezes ; veja

“É um milagre de Deus. Ele nasceu de novo”, afirma Helena Stol, 44, esposa de José Luiz Machado Moraes, 44, atropelado por dois carros em Pontes e Lacerda (448 km a Oeste de Cuiabá). O pedreiro voltava do trabalho quando foi atingido por uma caminhonete e um carro modelo Gol em um intervalo de 2 minutos. Diante da situação, a família precisa de ajuda, pois a vítima ficará em repouso e exige cuidados.

 

Em entrevista ao , a esposa disse que o marido está muito machucado e recebeu alta médica na quarta-feira (11).

Helena contou que estava em casa quando soube que o marido havia sofrido o acidente. Passava um pouco das 18h quando ele voltava do local de trabalho, em sua bicicleta vermelha. Ao atravessar uma avenida, ele foi atropelado por uma caminhonete. Caído no chão, a vítima foi socorrida por populares, mas 2 minutos depois, um carro passa e o atinge novamente.

“Uma amiga me ligou dizendo o que tinha ocorrido. Eu fui ao hospital, mas ninguém me falava nada. Só fui saber do meu marido meia noite. Eu achei que ele tinha morrido. Vi o vídeo e fiquei desesperada. As pessoas gostam de nos torturar. Demorou muito até dizer como ele estava”, lembra Helena.

A esposa disse que conseguiu entrar no quarto e falar com o marido, mas o acesso é limitado. Ela contou que ele está muito machucado, o rosto tem muitos cortes, hematomas pelo corpo e uma protuberância no quadril. Que a equipe médica disse ser “normal” por causa do acidente e que vai sumir com os dias. Além disso, ele está com dificuldade na fala.

“No primeiro acidente, ele caiu e bateu a nuca. Desmaiou. Perdeu muito sangue. Os médicos ainda não me disseram tudo o que ele teve”, explica.

Após ver o vídeo e saber de como o marido está, Helena não tem dúvidas de que se trata de um milagre divido. Um renascimento. “Falei que ele tem que agradecer muito. Ir à igreja, porque só Deus para fazer uma coisa dessas. É um milagre”, garante.

O acidente ocorreu a 10 minutos da casa da família, umas 8 quadras, segundo informou Helena.

Ajuda
A principal renda da casa vinha do marido. Por causa do acidente, ele ficará parado por algum tempo. Além de não trabalhar, a esposa também não pode sair de casa, pois precisa cuidar dele. Contudo, Helena ainda cuida de um dos filhos, que é tem deficiência mental.

Diante da atual condição, a família precisa de ajuda para o tratamento do homem em casa e também para as despesas do lar.

Quem puder ajuda, deve entrar em contato com Helena pelo telefone (65) 9 9662 6707.

 

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like