Filha perde pai após implorar por UTI em MT

O representante comercial Ubiraci Brandão Miranda, de 56 anos, morreu em decorrência da Covid-19, nessa terça-feira (13), após 37 dias internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em Cuiabá. Em março, a filha dele implorou por um leito de UTI para ele e conseguiu após pedido na Defensoria Pública de Mato Grosso.

Ubiraci foi internado na UTI no dia 9 de março e intubado no dia seguinte, em um hospital particular, com 90% do pulmão comprometido.

A filha dele, Bárbara Miranda, afirmou, à época, que a diária era de R$ 7 mil e a família tentava transferí-lo para um hospital público, pois não tinha condições de pagar os custos hospitalares.

Bárbara chegou a divulgar vídeos implorando pelo leito. Na mesma semana, Ubiraci foi encaminhado para o Hospital São Benedito, onde morreu nessa terça-feira.

Thank you for watching

Durante a internação, ele passou por vários procedimentos para reverter o quadro clínico, entre eles, traqueostomia. Apesar de não ter doenças pré-existentes, segundo a família, o estado de saúde dele era considerado grave. A saturação chegou a 54% no primeiro dia de internação.Para a maioria das pessoas saudáveis o nível de saturação fica entre 95% e 100%.

Colegas de trabalho da vítima afirmaram que o representante comercial era uma pessoa alegre e estava sempre disposto a ajudar. Ubiraci deixa a mulher e três filhos.

Casos de Covid-19

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (14), 336.300 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 8.865 mortes em decorrência do coronavírus.

Dos 336.300 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.042 estão em isolamento domiciliar e 313.348 estão recuperados.

1 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like