Falta medicamentos em Hospital de Referência para Covid-19 de Cuiabá

O Hospital de Referência para Covid-19 de Cuiabá, o antigo Pronto Socorro, está com falta de medicamentos e insumos. De acordo com documentos da própria unidade com data do dia 5 de abril  , diversos itens estão com o estoque zerado ou insuficientes.

 

Conforme denúncia recebida pela vereadora Michelly Alencar (DEM) nesta quinta-feira (08.04), pacientes entubados na UTI estão prestes a acordar por falta de sedativos. Outro problema grave é a falta de alimentação adequada por falta de sonda nasoenteral.

 

Os profissionais estão tendo que usar um tipo de sonda não apropriada para essa finalidade, o que pode causar outros problemas e comprometer a recuperação dos pacientes.

 

São 65 itens que estão com o estoque zerado, crítico ou insuficiente. A vereadora também recebeu documentos que mostram pedido de urgência para a aquisição de insumos para as UPAS.

 

Michelly entrou em contato com a secretária de Saúde Ozenira Félix para obter informações sobre o processo de compra desses itens e previsão de entrega, mas não obteve resposta. A parlamentar irá encaminhar todos os documentos que recebeu para o Ministério Público do Estado.

 

“É revoltante essa situação. Como deixam faltar o básico no principal hospital público de Cuiabá para tratamento de pacientes com Covid? É difícil imaginar um paciente na UTI acordando fora do momento adequado por falta de sedativo! Se esses documentos chegaram até mim é porque os profissionais que estão lá dentro não aguentam mais essa situação, é desesperador”, disse a vereadora.

 

A parlamentar mostrou em suas redes sociais parte desses documentos, mas preferiu não divulgar os nomes dos profissionais que assinam essas cobranças para não expô-los. “Infelizmente, no dia do aniversário de Cuiabá, não era essa a notícia que gostaríamos de dar. Esperamos que a situação seja resolvida o mais rápido possível, estamos falando de vidas”, disse a vereadora.

Veja: documentação

doc pronto socorro

23 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like