GOV. MAURO MENDES diz não a lockdown

O anúncio deverá ser feito em algumas horas após reunião com os chefes de Poderes – Tribunal de Justiça (TJMT), Ministério Público Estadual (MPE), Assembleia Legislativa (ALMT), Defensoria Pública (DP) e Tribunal de Contas do Estado (TCE), e os 141 prefeitos do Estado.

 

O deputado estadual Dr. João (MDB) defendeu que as polícias sejam levadas para as ruas para dispersar a população. “É pra mandar as pessoas pra casa. Não é prender, não é bater, é mandar pra casa”, pontuou.

 

Já o defensor público-geral do Estado, Clodoaldo Queiroz, argumentou que medidas mais duras são necessárias para evitar o colapso do sistema de saúde com a falta de leitos de UTIs. “Eu não definiria como lockdown, mas tem que cessar essas aglomerações sem necessidade, festas, bares e clubes que não tem condições de fazer os afastamento social. No mínimo esses ambiente devem fechar, mantendo apenas aquelas atividades das quais a economia, as pessoas dependem”.

1 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like