Internautas denunciam série de golpes através de aplicativo

Consumidores revoltados estão denunciando uma série de golpes por meio de um aplicativo de entrega em Cuiabá. Os relatos dão conta de que os pedidos feitos à empresa Master Chef Burguers não são entregues. Para piorar, o aplicativo não reembolsa o dinheiro debitado antecipadamente do cartão de crédito.

Júlio estava trabalhando na noite do dia 24 de dezembro, véspera de Natal, quando resolveu fazer um pedido na ‘Master Chef Burguers’ através do aplicativo 99Food. Ele conta que, como sempre, mandou entregar o pedido em seu local de trabalho e fez o pagamento através do cartão de crédito. Até então, tudo normal.

Poucos minutos depois, ele percebeu que a empresa alterou a forma de entrega para “apenas retirada no local”. Foi então que teve início seu calvário de fome e prejuízo. Júlio tentou contato com a lanchonete por meio do chat do próprio aplicativo, mas foi ignorado. Ele então tentou ligar direto na loja, mas não conseguiu ser atendido mais uma vez.

Faminto na véspera do Natal, ele insistiu por cerca de quatro horas na tentativa de conquistar seu hambúrguer, mas foi tudo em vão. Só que o problema não acabou por aí.

“Quando vi que o estabelecimento tinha me lesado, procurei o suporte da 99Food para registrar o dano financeiro que sofri e pedir reembolso do meu dinheiro, que foi tomado sem entregar o produto. Para meu espanto, tive respostas evasivas e genéricas do suporte da 99Food, que davam a entender que eles não iriam se responsabilizar”, conta.

Júlio não está sozinho. Um vasto grupo de consumidores se juntou para reclamar do mesmo golpe no grupo “Aonde NÃO ir em Cuiabá”, ponto de encontro dos cuiabanos para comentar gafes e fraudes em estabelecimentos comerciais. Todos eles relatam o mesmo procedimento por parte da empresa. Alguns poucos citam o aplicativo da 99.

Uma rápida consulta no grupo mostra que a ‘Master Chef Burgers’ já é conhecida dos consumidores cuiabanos, com várias queixas similares.

“Gente, todo dia tem reclamação de lá, mas não vi ninguém ter a iniciativa de ir lá abrir um boletim e dar sequência aqui no grupo para outras pessoas irem também”, comenta Nicoli Solis, recomendando que seja registrada uma ocorrência junto à Polícia Civil.

 

1 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like