Número de empregos em MT continua subindo

Pelo sexto mês consecutivo, a capital registrou saldo positivo na criação de empregos formais, o que apontam os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O saldo de novembro ficou em 1.768 novas vagas, resultado de 6.830 admissões e 5.062 desligamentos, o que mostra uma recuperação na geração de empregos formais.

Segundo o levantamento, o comércio foi o setor que mais contribuiu para o desempenho, com a geração de um saldo de 968 novos postos de trabalho, sendo 2.349 admissões contra 1.381 desligamentos. Em seguida aparecem serviços (560), resultado de 3.170 admissões contra 2.610 desligamentos, construção (187), 832 admissões e 645 desligamentos, indústria (39), 441 admissões e 402 desligamentos e agropecuária (14), 38 admissões contra 24 desligamentos.

No acumulado do ano, de janeiro a novembro, Cuiabá fechou com saldo positivo de 293, sendo 65.455 admissões e 65.162 desligamentos. O Comércio fechou com um saldo de 55, sendo 19.342 admissões contra 19.287 desligamentos. Serviços fechou com um saldo negativo de -1679, de 32.346 admissões e 34.025 desligamentos. Construção foi o grande destaque do acumulado do ano com 8.463 admissões, 6.924 desligamentos, saldo 1.539. Indústria: 4.857 admissões, 4.522 desligamentos, saldo 335. Agropecuária: 447 admissões, 404 desligamentos, saldo 43.

Mato Grosso também fechou com saldo positivo em novembro. Os dados do Caged mostram que o Estado fechou o mês com um saldo de 3.124, sendo 29.880 admissões e 26.756 desligamentos. O setor do Comércio  evidencia a nível estadual como o que mais contribuiu para esse número, com um saldo de 4.187 novos postos de trabalho. Serviços com 1.209, Construção saldo 173. Já Indústria e agropecuária fecharam com saldo negativo, respectivamente de -180 e -2.265.

“Felizmente Cuiabá conseguiu de uma forma ampla se recuperar na geração de empregos antes do fechamento do ano, a única exceção ficou com o setor de serviços. Os números foram puxados pelas contratações realizadas pelo comércio neste fim de ano, é um resultado positivo diante de um cenário critico que vivenciamos. Os números demonstram que realmente Mato Grosso é um estado diferenciado quando comparado com o demais da Federação, a geração de emprego e renda deixa a retomada da economia mais equilibrada e menos dependente do auxílio emergencial, certamente elevará ainda mais a confiança e otimismo do setor produtivo para o ano de 2021”, avaliou o superintendente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL Cuiabá), Fábio Granja.

 

FONTE: CDL

 

Imagem: Luciano Pires

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like
Leia Mais

Dono da Havan Compra na China

Os empresários Luciano Hang e Carlos Wizard – figuras centrais do empresariado bolsonarista – estão à frente de uma iniciativa para viabilizar…