TCE-MT destaca ações de laboratório de análise de asfalto em evento do Ibraop

As ações desenvolvidas no  Laboratório Engenheiro José de Paula Ramos, do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), contribuíram com debate virtual promovido pelo Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas (Ibraop) na última terça-feira (31). O evento tratou, especialmente, sobre a gradual mudança de metodologia de dimensionamento de pavimentos pelo Método de Dimensionamento Nacional de Pavimentos Flexíveis (Medina).

Em vídeo desenvolvido pela Secretaria de Controle Externo (Secex) de Obras e Infraestrutura do TCE-MT, os profissionais destacaram o trabalho realizado pelo órgão na análise do asfalto utilizado nas rodovias do Estado. A expectativa é que isso estimule as empresas a executarem seus serviços com qualidade cada vez maior.

“Ao fiscalizarmos obras rodoviárias, verificamos a necessidade de maior autonomia em relação ao aparato laboratorial. Diante disso e da magnitude dos recursos envolvidos nestas contratações, o Tribunal vem estruturando seus aparatos, com vistas à coleta de evidências cada vez mais robustas para a melhor instrução dos processos de controle externo”, explicou o titular da Pasta, Emerson Augusto de Campos.

Durante a abertura do webinar, o presidente do Ibraop, Anderson Uliana Rolim, também adiantou que o evento iria tratar das “principais alterações requeridas por essa nova metodologia, dos ensaios laboratoriais necessários para o seu uso, dos rumos de implantação no Brasil nos próximos anos e dos desafios para o controle externo associados a essa mudança”.

Neste contexto, o representante técnico do laboratório, Danilo de Almeida Cruz, explicou como são realizadas as análises e testes das amostras extraídas das estradas. “Fazemos ensaio de densidade aparente da mistura asfáltica, teor de ligante, aferimos espessura do asfalto e verificamos a qualidade do material utilizado nas execuções, assim como suas propriedades físicas.”

A auditora pública externa da Secex Obras e Infraestrutura do TCE-MT e vice-presidente do Ibraop, Narda Consuelo Vitório Neiva Silva, por sua vez, ressaltou que a análise é precedida de inspeção, que, normalmente, começa em uma reunião de trabalho da equipe de auditoria. “Já em campo é feito o reconhecimento físico da obra, e, a partir daí, são feitas medições, extrações e identificação dos pontos de referência da obra.”

Além das palestras, o webinar Medina foi marcado pela apresentação de outros vídeos institucionais referentes aos laboratórios de análise de asfalto, como o do Tribunal de Contas de Goiás (TCE-GO), Tribunal de Contas de Sergipe (TCE-SE), Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE-SC) e Tribunal de Contas do Piauí (TCE-PI).

Este é o quarto evento virtual organizado pelo Ibraop neste ano. O objetivo é despertar o interesse dos auditores de controle externo na elaboração de materiais técnicos, que deverão enriquecer as discussões durante o Simpósio Nacional de Auditoria de Obras Públicas, que será realizado de 22 a 26 de  novembro.

Confira o vídeo:

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You May Also Like
Leia Mais

TCE-MT informa

O presidente do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), conselheiro Guilherme Antonio Maluf, recebeu alta hospitalar e…