A partir das 14h (horário de Brasília) do próximo domingo (17) iniciará a votação, em plenário na Câmara de Deputados, do prosseguimento ou não do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

O início da deliberação está previsto para a manhã desta sexta-feira (15) e as discussões acontecem ao longo do fim de semana, porém, os ânimos estão à flor da pele desde já.

Durante essa semana o movimento Vem Pra Rua Mato Grosso dá apoio à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) que está organizando uma carreata para Brasília, que sai no sábado (16). O intuito é que os cidadãos acompanhem a votação de perto.

Também às vésperas da votação o grupo faz vigília utilizando o placar do impeachment  no sentido de pressionar os deputados mato-grossenses, e de outros estados, que se mantêm indecisos. “A gente sente que os partidos da base estão abandonando o governo. O movimento de quem sai é maior de quem entra na base e isso nos deixa otimistas”, afirma Junior Macagnam, representante do Vem Pra Rua MT.

No dia da votação, os manifestantes pró-impeachment colocarão um telão e um caminhão de som na Praça 8 de Abril, em frente ao tradicional restaurante Choppão, para transmissão ao vivo da sessão.

Já as ações dos que são contra o impeachment serão concentradas nesta sexta-feira (15) e no sábado (16). Na sexta um ato contra o impedimento da presidente acontecerá no Jardim Imperial, a partir das 17h.

No sábado durante plenária na sede do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) à tarde e à noite, estão previstas atividades culturais.

Para o domingo ainda não há nada programado pela Frente Brasil Popular de Mato Grosso nem pela Central Única de Trabalhadores (CUT-MT).

“Nós prevíamos que o relatório iria passar, mas como a diferença não foi grande no número de votos, temos a esperança de que, no plenário, não passa”, diz João Luiz Dourado, presidente da CUT-MT e representante da Frente Brasil Popular do Estado.

 

 

fonte; gazetadigital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *