Mato Grosso possui 15 casos confirmados de microcefalia relacionados ao zika vírus. A informação foi divulgada pelo Ministério da Saúde no boletim epidemiológico da doença emitido na tarde desta terça-feira (12). Esses números foram contabilizados até o dia 9 de abril de 2016.

O Estado investiga 116 casos suspeitos de microcefalia, sendo que 71 foram descartados. Desde o início do monitoramento da doença em outubro de 2015 Mato Grosso contabilizou 202 registros.

A coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Flávia Guimarães, explica que o descarte ou confirmação dos casos é feita após realização de exames. “Em Mato Grosso todos os casos suspeitos de microcefalia são investigados conforme o preconizado pelo Ministério da Saúde que considera um caso confirmado após análise clinico radiológico e/ou laboratorial”.

Flávia disse ainda que a investigação da causa da microcefalia é realizada somente nos casos notificados que apresentem características clínicas e/ou laboratoriais sugestivas de infecção congênita, visando à identificação da infecção pelo vírus zika entre outros agentes infecciosos.

Em todo o país foram confirmados 1.113 casos de microcefalia em 416 municípios. Desde o início das investigações do Ministério da Saúde o Brasil recebeu 7.015 notificações suspeitas, sendo 2.066 descartados e outros 3.836 estão em fase de investigação. Já foram confirmados 50 mortes relacionadas a doença e outras 155 são investigadas.

 

fonte ; gazeta digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *