Nesta terça-feira (22) e quarta-feira (23), contadores vão orientar, gratuitamente, os contribuintes sobre a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física IRPF), cujo prazo encerra no dia 29 de abril.

Conforme o Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas de Mato Grosso (Sescon-MT), que promove a ação, a intenção é sanar as dúvidas para evitar erros ou omissão de informações que comprometam o procedimento.

Clique aqui para fazer o “download” do programa IRPF 2016

As orientações são dadas por contadores e equipe da Receita Federal, na Praça Alencastro, entre 9h e 17h, no projeto chamado “Seja amigo do Leão – Declare Certo 2016”.

Os profissionais vão ensinar a preencher corretamente os dados, de modo a reduzir as chances do documento cair na malha fina. O prazo para a declaração começou no dia 1º de março. Confira abaixo quem deve fazer a declaração do imposto de renda:

– As pessoas físicas residentes no Brasil que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.123,91 em 2015 (ano-base para a declaração do IR deste ano).

– Os contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado.

– Quem obteve, em qualquer mês de 2015, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas.

– Quem tiver a posse ou a propriedade, em 31 de dezembro de 2015, de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil, também deve declarar IR neste ano. Este é o mesmo valor que constava no IR 2015 (relativo ao ano-base 2014).

– Contribuintes que passaram à condição de residente no Brasil, em qualquer mês do ano passado, e que nesta condição se encontrassem em 31 de dezembro de 2015.

– Quem optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja destinado à aplicação na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato de venda.

– Quem teve, no ano passado, receita bruta em valor superior a R$ 140.619,55 oriunda de atividade rural. No IR de 2015, relativo ao ano-base 2014, este valor era de R$ 134.082,75.

– Quem pretenda compensar, no ano-calendário de 2015 ou posteriores, prejuízos relativos à atividade rural de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2015, informou a Receita Federal.

fonte; g1 mt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *