terceira pista da Avenida Tenente Coronel Duarte, a Av. Prainha, no Centro de Cuiabá, foi liberada no último final de semana para o tráfego. A nova pista permite acesso à Avenida Dom Bosco e começou a ser construída há aproximadamente dez dias, a pedido de um colégio particular e da igreja de Nossa Senhora Auxiliadora, ambas na Prainha, para melhorar o fluxo de veículos na região.

As informações são da prefeitura de Cuiabá, que disse que o objetivo é corrigir os problemas de mobilidade urbana causados pelas intervenções feitas para a implantação do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), obra de custo bilionário que está parada há mais de um ano. As obras de alargamento da avenida foram realizadas num trecho de cerca de 300 metros entre os cruzamentos das avenidas XV de Novembro e Dom Bosco.

saiba mais

A região da nova pista tem igreja, banco, comércios e unidades de saúde. Com o alargamento da pista, a expectativa é diminuir o congestionamento no local nos horários de pico. Nesta semana, a prefeitura deve terminar as obras de meio-fio e construir mais uma pista no canteiro central com extensão de 120 metros, que iria até as proximidades da Praça Ipiranga.

Aegundo a prefeitura, deverão ser feitas ainda obras de recuperação nas Avenidas Historiador Rubens de Mendonça (Av. do CPA) e Fernando Corrêa da Costa. Uma parceria firmada entre o governo e o município prevê investimentos de R$ 14 milhões: R$ 5,5 milhões devem sair dos cofres da capital para bancar a mão de obra, enquanto o restante deverão ser arcados pelo estado, para a compra de materiais de construção.

A previsão de conclusão das obras é de 180 dias. A recuperação, afirma a prefeitura, é uma forma de minimizar provisoriamente os impactos nos trânsitos dessas avenidas até que seja definida a situação do VLT na capital. O governo ainda não definiu se vai retomar a obra, que já consumiu pouco mais de R$ 1 bilhão do estado.

fonte : g1 mt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *