Manifestantes da Associação Rural de Pequenos Produtores do Vale do Nhandu, do município de Novo Mundo (785 Km ao norte de Cuiabá) bloqueiam na tarde desta segunda-feira (14), um trecho da BR-163, rodovia federal que corta Mato Grosso e é uma das principais rotas de escoamento da produção agrícola do Estado. A interdição acontece na altura do quilômetro 888. Por volta das 17h40, a pista foi liberada e trânsito começou a fluir. As informações são da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que monitora a situação.

Conforme as informações repassadas pela PRF, foi verificada movimentação de cerca de 50 pessoas, entre adultos, idosos, crianças e até recém-nascidos. Eles também utilizaram alguns veículos que ficaram parados no local. Há previsão de novo fechamento da rodovia na manhã desta terça-feira (15) a partir das 7h.

Quando aquipe PRF chegou ao local, encontrou um caminhão freteiro descarregando pneus velhos às margens da rodovia, provavelmente para serem usados como barricada no asfalto. Foram deixados cerca de 40 pneus de diversos tamanhos. O motorista foi questionado pelos agentes sobre a origem do material e afirmou que retirou os pneus na Borracharia Aquarius em Sinop.

Disse ainda que recebeu R$ 200 pelo frete. Ele não soube precisar nome ou características do contratante. A PRF acredita que ele não deu nomes talvez por medo de represálias por parte dos manifestantes.

Aos agentes da PRF, o líder da Associação Rural de Pequenos Produtores do Vale do Nhandu disse que o bloqueio na rodovia tem como objetivo pressionar o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) a agendar reunião esta próxima quarta-feira (16) com a presença de outros órgãos públicos envolvidos na causa. Eles querem o destravamento de processo de regularização fundiária de interesse da associação.

Apresentou pauta endereçada a Incra semelhante à apresentada anteriormente, em outra invasão da rodovia. Elencou 3 pontos principais de reivindicações: a desapropriação de 7 fazendas no município de Novo Mundo, solicitam 800 cestas básicas para acampamento e querem 5 rolos de lonas.

Fotos: Divulgação/PRF

fonte : gazeta digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *