Foto:Fernanda Leite

O PSD de Mato Grosso apresentou nessa sexta-feira (11), em encontro estadual, os nomes dos novos membros da legenda, que agora, fortalece a base do governador Pedro Taques (PSDB), tanto na Assembleia Legislativa como no Estado.

Do parlamento os ex- republicanos Wagner Ramos e Ondanir Bortolini, o Nininho e Leonardo Albuquerque que deixou o PDT, agora fortalecem a base na Assembleia juntamente com Pedro Satélite, Zé Domingos Fraga e pelo suplente Meraldo Sá, que substitui interinamente Gilmar Fabris (PSD).

O vice-governador Carlos Fávaro, ao ser questionado sobre vetos de pessoas ou partidos, alega que Wagner e Nininho, por exemplo, sempre apoiaram a base do governo até mesmo na eleição que elegeu o governador Pedro Taques. “Eles sempre estiveram conosco, mas não iremos abrir para todo mundo porque ainda temos algumas restrições”, comentou.

Faváro citou ainda que o discurso de ‘qualidade’ de pessoas será honrado dentro do partido. “O PSD viveu uma crise de identidade, os membros estavam procurando migrar para os partidos da base do governo e então conseguimos uni-lo novamente e colocá-lo no grupo”, explicou.

Quanto ao PSD pertencer a base de Dilma Rousseff (PT), o vice-governador colocou que o PSD respeita a posição política de cada membro. “Eu quero o impeachment, minha decisão é a mesma do Taques. O Brasil já viveu isso e não foi ruim. Tenho certeza que o PSD vai ser fundamental futuramente para reconstrução do país”, opinou.

O governador Pedro Taques realizou um breve discurso, onde apontou a importância do partido, principalmente na Assembleia.

Taques lembrou que a maioria dos membros presentes no evento não o apoiou na última eleição, porém, destacou que não haver brigas por letras partidárias. “Estamos juntos. Não podemos brigar por letras, mas pelo futuro de Mato Grosso. Não podemos brigar por números que não interessa. Estaremos juntos na próxima eleição para transformarmos MT. Quero dizer que, aqueles que são companheiros do Fávaro, são meus e vice versa”, discursou.

O governador parabenizou seu vice e o agradeceu pela lealdade companheirismo, mesmo que haja pessoas o lembrando que Michel Temer (PMDB), apunhalou a presidente Dilma, ao escrever uma carta aberta, onde ele a criticou duramente.

O ministro Gilberto Kassab líder nacional do partido, comemorou a aliança partidária entre o PSDB e PSD. “ É uma honra, o senhor faz uma ação exemplar, levando MT em uma administração diferenciada, o senhor é muito bem avaliado governador”, disse.

Novos filiados

Além dos deputados estaduais, os suplentes de deputados federal José Augusto Curvo, o Tampinha, e o vice-prefeito de Sorriso, Ederson Dal Molin, o Xuxu Dal Molin. Ambos ex-PDT e o presidente da Empresa Mato-grossense de Pesquisa e Extensão Rural (Empaer), Layr Mota.

O PSD filiou também outros cinco prefeitos e uma vice-prefeita, elevando o número para 46 prefeitos e 20 vice-prefeitos.

O líder do prefeito Mauro Mendes (PSB) na Câmara de Cuiabá, ex SDD- Domingos Sávio também migrou-se para o PSD.

fonte : gazeta digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *