Secretários devem deixar staff de Mendes em dezembro para concorrerem vaga na ALMT

O governador Mauro Mendes (DEM) determinou que os membros do seu staff que pretendem concorrer cargos eletivos em 2022 sejam exonerados no dia 31 de dezembro. A decisão veio na última reunião que o democrata teve com a sua base na Assembleia Legislativa, no início do mês.

Deputado Wilson Santos

A informação foi confirmada pelo deputado estadual Wilson Santos (PSDB), que apontou que os nomes mais fortes em busca de uma vaga na Assembleia Legislativa são os dos secretários Silvano Amaral (Agricultura Familiar),  Alberto Machado, mais conhecido como Beto Dois a Um (Esporte, Lazer e Cultura) e Gilberto Figueiredo (Saúde).

“Na última reunião do governador Mauro Mendes com sua bancada, ele comunicou oficialmente de que todos os candidatos a cargos eletivos no ano que vem deixarão o seu staff no dia 31 de dezembro”, disse Wilson durante  entrevista à rádio CBN nesta segunda-feira (13).

“Lá nós temos vários, o Silvano Amaral fez um bom trabalho na Agricultura Familiar. O Beto Dois a Um tem sido uma grande revelação, um sucesso, um carisma extraordinário, um trabalho que jamais foi feito na Cultura, é o Estado que mais aproveitou os recursos federais. Quadro novíssimo, inteligente, presente na área cultural, esportiva. Temos aí o secretário Gilberto Figueiredo e vários outros. Então todos esses quadros que ajudaram Mauro Mendes a governar Mato Grosso tem o direito legítimo de postular a representar a sociedade no parlamento”, ressaltou.

Questionado sobre um suposto ciúme entre os deputados estaduais e os secretários, Wilson colocou que isso é natural, visto que todos os 24 parlamentares são candidatos à reeleição.

“Os 24 deputados estaduais são candidatos à reeleição, eu não conheço nenhum que vai pleitear candidatura federal, senador, governador. Os 24 são candidatos, está todo mundo em campo. Então é natural quando alguém vê um secretário entregado uma máquina ali, fazendo um discurso mais entusiasmado aqui, ter um pouquinho de ciúmes. É natural, mas já tivemos uma conversa com o governador e há mais de mês isso está superado”, finalizou.

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like