Sintep ameaça greve por trabalho presencial sem vacinação contra a covid

O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep) ameaça greve da categoria após o governo do Estado decretar o trabalho presencial dos profissionais mesmo sem o retorno das aulas. A paralisação será decidida na sexta-feira (21), em assembleia geral virtual.

 

Na segunda-feira (17), o governo do Estado anunciou o retorno das atividades presenciais de todos os educadores, no entanto, as aulas ainda continuam on-line. Indo contra essa determinação, o Sintep orientou os trabalhadores a não retornar às escolas, por causa do risco de covid-19.

 

Entre os problemas apontados para esse retorno das atividades presenciais está a falta de estrutura nas escolas, como poucos profissionais para a higienização dos espaços, além da falta de equipamentos de proteção individual, como máscaras e luvas.

 

“Temos conhecimento do que significa a volta às atividades nas escolas com 100% dos profissionais presentes, e o impacto que isso provoca para a saúde coletiva”, criticou o presidente do Sintep, Valdeir Pereira.

 

O sindicato defende que o fim do home office dos trabalhadores esteja associada à vacinação contra a covid-19. A categoria foi incluída entre os grupos prioritários, mas ainda não começou a ser imunizada. (Com informações da assessoria)

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like