Relator compara poderio financeiro de deputado a “Davi contra Golias” e pede cassação

Neri Geller é acusado de “bombar” candidaturas de deputados para obter apoios onde não tinha base política; vista adia conclusão

Num extenso voto e leitura de relatório que durou quase uma hora, o desembargador Sebastião Barbosa Farias, votou pela cassação do mandato do deputado federal Neri Geller (PP), por entender que houve abuso de poder econômico e captação ilícita de altos valores em recursos doados por empresas, prática proibida pela Legislação Eleitoral. O magistrado ainda impôs inelegibilidade de 8 anos e pediu investigação da Receita Federal contra Marcelo Piccini Geller, filho do parlamentar, que teve suas contas utilizadas para “camuflar” e movimentar ilegalmente R$ 7,2 milhões que beneficiaram o pai durante  período eleitoral de 2018.
0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like