Uma tentativa de resgaste de um preso internado na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Morada do Ouro, em Cuiabá, teve tiroteio que acabou com cinco baleados, no fim da tarde desta terça-feira (13).

De acordo com informações, homens armados com fuzis entraram na UPA para resgatar à força o preso José Edmilson Bezerra Filho, custodiado no Centro de Ressocialização de Cuiabá (Carumbé), que seria tratado na unidade, e trocaram tiros com agentes prisionais.

Durante o tiroteio, foram baleados um bebê de seis meses, Vitor Hugo Camargo Martins, que levou dois tiros, um nas costas e outro na mão. A mãe dele, Estefani de Camargo Santos, 22 anos, com perfuração no braço esquerdo. Além do agente prisional Dirley de Pinho Pedro, 34 anos, que foi atingido por dois tiros na perna, a enfermeira da UPA, Rosimere Sousa da Silva, 51 anos, com um disparo na perna, e uma mulher, identificada como Dayana da Silva Romao, 33 anos, que foi atingida no tórax.

Todos foram encaminhados para atendimento no Pronto-Socorro da Capital. O bebê passa por cirurgia e as demais vítimas o quadro é considerado estável.

Os pacientes e funcionários da UPA precisaram se abaixar para escapar dos tiros e os atendimentos foram suspensos, sendo retomados na quarta-feira (14).

Equipes da Polícia Militar, da Secretaria de Justiça e de Segurança Pública, e da Secretaria de Saúde de Cuiabá estão no local para apurar melhor o ocorrido.

Um policial militar relatou em grupo de Whatsapp da PM que os bandidos fugiram em dois carros, um Fox e um Ford Ka sedã, ambos brancos, após a tentativa de resgate frustrada. Policiais do 3º Batalhão fazem rondas na região atrás dos criminosos.

Veja o vídeo

Galeria de Fotos:

Credito: RpMT / leitor

Credito: RepórterMT

Credito: RepórterMT

Credito: RepórterMT

Credito: RepórterMT

Credito: RpMT/Internauta

Credito: RpMT/Internauta

Credito: RpMT/Internauta

Credito: RpMT/Internauta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *