O deputado federal Fabio Garcia (sem partido) afirmou que o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (PSB) vem encontrando muita dificuldade para decidir se volta a disputar um mandato eleitoral.

 

Nos bastidores, Mendes é apontado como um dos nomes que podem sair candidato ao Governo do Estado nas eleições deste ano.

 

No entanto, desde que deixou o comando na Capital, em dezembro de 2016, o ex-prefeito tem evitado fazer comentários sobre o assunto.

 

“Nós conversamos bastante. O Mauro tem consciência de que precisa decidir sua vida o quanto antes. Acontece que vida dele não está tão fácil para ser decidida”, disse Garcia, em entrevista a Rádio Capital, na manhã desta quinta-feira (18).

 

O Mauro tem consciência de que precisa decidir sua vida o quanto antes. Acontece que vida dele não está tão fácil para ser decidida

“O Mauro saiu da política para resolver questões familiares e empresariais. Voltar para política exige que essas questões estejam resolvidas e não são questões que estão 100% abaixo do controle dele. Ele tem me dito que está trabalhando muito para tentar resolver essas questões”, afirmou o deputado.

 

Segundo Garcia, no entanto, o ex-prefeito ainda não conseguiu lhe dar uma garantia de que voltará a disputar o pleito.

 

“Talvez ele esteja utilizando o tempo que a legislação permite para poder decidir o que fazer. Ele tem trabalhado muito, mas não consegue dar a garantia desse possível retorno”, afirmou.

 

Filiação ao DEM

 

Ainda durante a entrevista, o deputado afirmou que o ex-prefeito caminha para se filiar ao DEM, mesmo partido no qual Garcia irá ingressar.

 

O movimento está sendo feito por boa parcela dos membros do PSB, que desde o ano passado se “rebelaram” com o fato de o deputado federal Valtenir Pereira assumir a presidência da sigla em Mato Grosso.

 

“Tenho conversado com Mauro bastante sobre essa questão partidária, ele sabe de todo movimento que temos feito, todas as conversas que tenho feito com os partidos políticos, em especial com o DEM”, disse Garcia.

 

“Ele tem o compromisso de acompanhar o grupo político, não sei o tempo que ele vai decidir essa filiação, mas o compromisso que ele tem conosco é de se filiar junto conosco”, afirmou.

 

Também devem migrar do PSB para o DEM o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, e o deputado federal Adilton Sachetti. Segundo Garcia, o secretário da Casa Civil, Max Russi, e o deputado estadual Adriano Silva também estão em conversação com o Democratas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *