Atualizada às 12h50 – O deputado estadual Allan Kardec (PT) afirmou que conta com 16 assinaturas para viabilizar a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) contra o governador Pedro Taques (PSDB), acusado de desviar a finalidade de recursos “carimbados”, no caso, valores provenientes do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Isso significa dizer que agora só falta ler o requerimento em plenário e oficializar a abertura da investigação que, pelo menos até o momento, conta com 11 nomes de deputados que, em tese, integram a base aliada de Pedro Taques. A expectativa é que isso ocorra ainda nesta terça-feira (16) na sessão que deve começar às 14h.

Vale destacar que dentre os 16 nomes que assinaram o requerimento, está inclusive, o líder de Taques na Assembleia, Dilmar Dal Bosco (DEM). 

Além dele, também assinaram o requerimento: Allan Kardec e Valdir Barranco, ambos do PT, Janaina Riva, Romoaldo Júnior e Silvano Amaral, todos do PMDB, Zeca Viana (PDT), Adalto de Freitas, o Daltinho (SD), Mauro Savi, Oscar Bezerra e Adriano Silva, o Professor Adriano, do PSB, José Domingos Fraga e Wagner Ramos, do PSD, Baiano Filho e Guilherme Maluf, ambos tucanos e Wancley Carvalho (PV).

Por outro lado, quem não assinou o requerimento foram os deputados: Eduardo Botelho (PSB) que é presidente da Assembleia Legislativa, Gilmar Fabris, Dr. Leonardo e Pedro Satélite e Nininho, todos do PSD, Sebastião Rezende (PSC), Jajah Neves e Saturnino Masson, ambos do PSDB.

Em entrevista concedida na manhã desta terça-feira, na Assembleia Legislativa, quando só tinham 6 assinaturas, Allan Kardec avaliou que não teria dificuldades para conseguir as assinaturas que faltavam.

“Eu acredito que os deputados que estão ligados ao agronegócio, eles precisam explicar para os agricultores, para as pessoas do campo por que o Fethab (que foi voltado para melhorar as estradas e a questão da habitação), por que não está chegando nos municípios. E os municipalistas, como o Zé Domingos, também precisam dar uma explicação. Acredito que não teremos dificuldade em arrecadar as assinaturas para abertura dessa CPI”, disse.

Logo depois, no final da manhã, ele confimou à reportagem do Gazeta Digital que obteve o apoio de 15 colegas.

Conforme o Gazeta Digital já divulgou, Allan Kardec afirmou que vai pedir vistas das contas do governo, referentes ao exercício de 2016, por conta de indícios de que houve apropriação indébita dos recursos do Fundeb, no final do ano passado. Segundo ele, apontamento do Ministério Público de Contas dão conta que o relatório das contas, formulado pelo deputado Jajah Neves (PSDB) não estão em condições de ser votado nesta semana, como estava previsto. “A gente tem que ter a responsabilidade nesse Parlamento de ter um prazo para que a sociedade também saiba como veio esse relatório”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *