Após a repercussão nas redes sociais e na imprensa de um áudio em que o suplente de deputado estadual Jajah Neves (PSDB), atualmente ocupando a vaga de Wilson Santos na Assembleia Legislativa, afirma que tem devolvido ao titular os R$ 65 mil de verba indenizatória, o Ministério Público Estadual (MPE) decidiu que vai instaurar uma investigação para apurar o caso, já que o repasse da verba é ilegal. A informação foi confirmada pela assessoria da instituição.

O vídeo contendo o áudio atribuído a Jajah Neves começou a circular na quinta-feira (11) e, até o momento, não foi refutado pelo parlamentar, que deve fazer uma coletiva de imprensa na próxima semana para explicar a situação.

Leia também – Em áudio, Jajah Neves diz que devolve verba indenizatória a Wilson

Conforme o MPE, na próxima semana, deve ser publicada a abertura de um procedimento preparatório sob a responsabilidade do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público, coordenado pelo promotor de Justiça André Luiz de Almeida. No entanto, o procedimento ainda será distribuído a um promotor componente do núcleo.

O procedimento preparatório constitui uma apuração preliminar, uma averiguação, com busca de informações junto aos suspeitos e aos órgãos aos quais pertencem para depois definir se um inquérito civil público, com investigação mais aprofundada será necessário.

Ouça o áudio:

 

 

fonte ; GD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *