A posição do PP nas eleições deste ano ainda não está definida e a aliança com o governador Pedro Taques (PSDB) pode estar ameaçada. O presidente estadual da sigla, deputado federal Ezequiel Fonseca, afirmou que entre as possibilidades está a construção da candidatura do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB) ao Executivo estadual.

“Temos mantido conversas com ele, convidando para vir ao PP. Dizendo que se ele vier, poderá ser o nosso candidato a governador, mas ele não decidiu. Está fazendo avaliações. O ministro está conversando com ele. O Mauro vai tomar a decisão que melhor entender no momento”, ressaltou o progressista.

Desde o final de 2017, a postura do partido e até do ministro Blairo Maggi que se mostrava fiel no arco de aliança governista vem mudando. Com a repercussão negativa da administração do tucano Pedro Taques a oposição apresentou alguns nomes que são avaliados para entrar na briga pela cadeira no Palácio Paiaguás.

“Na construção de uma candidatura ao Governo, que poderá ser Antonio Joaquim, Wellington Fagundes ou Mauro Mendes. Mas estamos construindo isso. Ele está fazendo uma defesa da candidatura do Mauro e eu estou deixando mais aberto para que possamos construir com um dos três”, disse Fonseca.

Ezequiel ainda comentou que o partido está dividido. De acordo com ele, um grande número de filiados é contra seguir na base do governador Pedro Taques. Outra parte do partido faz uma avaliação e defende a manutenção para seguir a reeleição do tucano. “Eu tenho colocado, claramente, a minha posição como presidente do partido. Eu vou trabalhar para que o partido não esteja na reeleição do Pedro Taques, mas preciso respeitar porque somos um partido democrático e, se eu for vencido, preciso respeitar meus liderados”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *