Um grupo de 11 deputados estaduais irá protocolar na próxima semana um documento junto ao presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Eduardo Botelho (PSB), exigindo que seja solicitado imediatamente o bloqueio das contas do Estado diante dos atrasos no repasse dos duodécimos. Um detalhe interessante é que os mais raivosos do grupo são justamente os parlamentares que compõem, em tese, a base aliada do governador licenciado, Pedro Taques (PSDB).

Somente em relação a 2017, o Executivo deve R$ 48 milhões ao Legislativo. Isto gera um “efeito cascata”, já que o poder acumula dívidas com atraso de até quatro meses com fornecedores.

Nos anos de 2015 e 2016, deixaram de serem repassados a Assembleia cerca de R$ 60 milhões. Ou seja, somente para o parlamento existe uma dívida de cerca de R$ 108 milhões.

 

 

fonte; folhamax

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *