Desesperada para evitar o fechamento dos portões, uma das candidatas  literalmente se jogou no chão para conseguir passar pelos poucos centímetros que ainda restavam de abertura do portão na sede da Unic na avenida Beira Rio, em Cuiabá. A cena foi gravada no fim da manhã de hoje, 12, pelo repórter fotogáfico do Olhar Direto, Rogério Florentino Pereira.

Ao som de “o portão fechou”, a mulher (não identificada em razão da pressa) deixou o local sorridente para seguir em direção a sala de provas.

Quem não teve a mesma sorte, só restou lamentar pelo prejuízo em ter de esperar mais um ano até que possa realizar as provas.

“Eu sai hoje e encontrei muita paralisação e cheguei há uns cinco minutos, mas não consegui entrar. Tenho muita vontade”. Diunelson Calix. Ele mora há dois anos em Cuiabá e reside sozinho.

Com dificuldade em falar a língua portuguesa, ele contou ao  Olhar Direto ele contou que não conseguiu encontrar o local da prova.  Depois de indagar os coordenadores da prova, foi informado que chegou nove minutos atrasado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *