O exercício mantém você saudável. Aumenta o sistema imunológico, conserva a mente afiada, ajuda a dormir, preserva o tônus muscular e estende a vida. Pesquisadores há muito suspeitam que os benefícios da atividade física se estendem até o nível celular, mas sabem relativamente pouco sobre quais movimentos ajudam as células a retardar o envelhecimento.

Um estudo publicado na revista “Cell Metabolism” descobriu que o exercício – especialmente o treinamento intervalado aeróbico de alta intensidade – impulsiona a produção de mais proteínas para a mitocôndria e, consequentemente, atrasa o envelhecimento.

“Baseado em tudo o que sabemos, não há substituto para esses programas de exercícios quando se trata de atrasar o processo de envelhecimento”, disse o autor sênior da pesquisa, Sreekumaran Nair, médico da Clínica Mayo em Rochester, Minnesota. “Nenhum remédio consegue tais feitos”, conclui.

Ao todo, os pesquisadores analisaram 36 homens e 36 mulheres de duas faixas etárias – voluntários “jovens”, com idade entre 18 e 30 anos, e outros “mais velhos,” entre 65 e 80 anos – em três programas de exercícios diferentes:
(1) Treino intervalado com bicicleta em alta intensidade;
(2) Treino de força com o uso de pesos;
(3) Treino combinado de força e intervalado.

Em seguida, os cientistas, liderados por Matthew Robinson, da Universidade de Oregon, fizeram biópsias dos músculos das coxas dos voluntários e compararam a composição molecular de suas células musculares com amostras de pessoas sedentárias. Também avaliaram a quantidade de massa muscular magra e sensibilidade à insulina.

Eles descobriram que, enquanto o treinamento de força foi eficaz na construção de massa muscular, o treinamento intervalado de alta intensidade produziu os maiores benefícios em nível celular.

O treinamento intervalado também melhorou a sensibilidade à insulina dos voluntários, o que indica uma menor probabilidade de desenvolver diabetes.

Se as pessoas tiverem de escolher um exercício, eu recomendaria o treino intervalado de alta intensidade, mas acho que seria mais benéfico se pudessem fazer 3-4 dias de intervalado e, em seguida, um par de dias de treino de força.”

Naturalmente, qualquer exercício resulta em melhoras. À medida que envelhecemos, a capacidade geradora de energia das mitocôndrias de nossas células diminui lentamente. O achado mais impressionante foi o aumento do conteúdo de proteína muscular. Em alguns casos, o programa de ciclismo de alta intensidade realmente pareceu reverter o declínio relacionado com a idade na função mitocondrial.

 

O aumento do teor de proteínas mitocondriais explica a função das mitocôndrias e a hipertrofia muscular. A habilidade do exercício de transformar estas organelas poderia esclarecer porque a atividade física traz muitos benefícios à saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *