Caixas, documentos e arquivos foram apreendidos na Operação Logreiro (Foto: Polícia Civil de MT/Assessoria)Caixas, documentos e arquivos foram apreendidos na Operação Logreiro (Foto: Polícia Civil de MT/Assessoria)

Caixas, documentos e arquivos foram apreendidos na Operação Logreiro (Foto: Polícia Civil de MT/Assessoria)

Servidores públicos, políticos, empresários e escritórios de contabilidade são alvos da Operação ‘Logreiro’, realizada nesta quarta-feira (1º) em Primavera do Leste, Campo Verde, Tangará da Serra e Cuiabá. De acordo com a Polícia Civil, a operação investiga um grupo que fraudava licitações e contratos com a administração pública. Os nomes dos investigados não foram divulgados pela polícia.

Operação Logreiro ocorre nesta quarta-feira em Primavera do Leste, Campo Verde, Tangará da Serra e Cuiabá (Foto: Polícia Civil de MT/Assessoria)

Várias caixas com documentos, pastas e arquivos foram apreendidos logo nas primeiras horas da operação.

A operação investiga atos de corrupção envolvendo servidores, políticos, empresários e escritórios de contabilidade. Devem ser cumpridos mandados de buscas e apreensão de documentos nas quatro cidades mato-grossenses. A ação conta com apoio do Ministério Público Estadual (MPE).

O nome Logreiro significa: oportunista, aproveitador, enganador. Conforme a Polícia Civil, outras informações serão repassadas ao longo da operação. Quase 100 policiais civis participam da operação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *