Greve do Departamento de Trânsito (Detran) de Mato Grosso já completa 40 dias nesta sexta-feira (20) sem qualquer sinalização de acordo.

Movimento começou no dia 11 de setembro e até o fechamento desta matéria a categoria não foi recebida nenhuma vez pelo Governo do Estado. Portanto se nega a voltar ao trabalho, sem conquistas trabalhistas.

O governo, considera a greve política, alega que não tem recursos para melhorar o salário da classe e por isso ainda não marcou nova reunião, já que a primeira foi cancelada pelo mesmo motivo.

“Vamos reunir na próxima semana, isso foi definido com o (deputado estadual, presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Eduardo) Botelho (PSB), mas temos um problema de limite de gastos que trava qualquer ação. Vamos tentar conversar novamente e tentar construir um entendimento”, comenta o secretário-chefe da Casa Civil, Max Russi, que também é do PSB.

Presidente do Sindicato dos Servidores do Detran (Sinetran), Daiane Renner, afirma que a entidade mantém a posição de dialogar e, como não ocorre nenhuma conversa, a greve se prolonga.

“A adesão é forte na capital e interior”, afirma a sindicalista. Segundo ela, não tem assembleia geral da categoria marcada, porque não tem proposta para avaliar.

Quanto aos serviços suspensos, informa que a gestão do Detran é que tem a responsabilidade de administrar isso. “Tem os comissionados, os terceirizados e o pessoal que não agrega ao movimento, que estão trabalhando e mantendo 30% dos serviços”, explica.

Na agência da capital, está mantida a emissão de documentos e taxas de veículos e foram suspensas as vistorias, transferências e aberturas de processos. O Detran está entregando 100 senhas por dia para renovação de CNH e 100 para entrega de documentos, bem menos do que a média em dias normais – 600.

O Detran informa ainda que no site da autarquia há serviços on line disponíveis, como a de tirar 2ª via de CNH e verificação de pontuação.

Do total de 72 unidades, incluindo a sede central, 9 estão funcionando normalmente, 24 parcialmente e a maioria – 39 – estão totalmente fechadas, de acordo com o Detran.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *