A desembargadora da 2ª Câmara de Direito Público e Coletivo do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Antônio Siqueira Gonçalves Rodrigues, determinou há pouco o retorno imediato ao cargo do secretário estadual de Comunicação Social, jornalista Kléber Alves de Lima. Ele havia sido afastado da funções no dia 28 pela juíza da Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular, Célia Regina Vidotti.

O Ministério Público Estadual, através dos promotores Mauro Zaque, Roberto Tuirin, André Luiz Almeida e Edinaldo dos Santos, denunciou Kléber Lima por suposta improbidade administrativa ao assedir moralmente e sexualmente servidoras do Gabinete de Comunicação no palácio Paaiguás. A magistrada de primeiro grau acatou os argumentos do MPE e afastou o secretário proibindo-o de frequentar o Paiaguás e considerou os fatos gravíssimos demontrando reiterada espúria.

No recurso ao Tribunal de Justiça, o advogado Paulo Fabrinny, que atua na defesa de Kléber Lima, contestou as afirmações dos promotores. Segundo ele, o secretário foi gravado indevidamente pelos servidores da pasta.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *