A Polícia Civil confirmou ao MidiaNews as seguintes prisões preventivas, por meio da Operação Esdras, deflagrada na manhã desta quarta (27): o  coronel Airton Benedito Siqueira Junior, secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos; o delegado Rogers Jarbas, secretário Estado de Segurança Pública; o coronel Evandro Lesco, ex-chefe da Casa Militar; o advogado Paulo Taques, ex-chefe da Casa Civil; a personal trainer Helen Chrsity Carvalho Dias Lesco, esposa de Lesco; e o sargento João Ricardo Soler.

 

O empresário José Marilson da Silva, da empresa Simples IP, também foi preso. Ele desenvolveu o programa Sentinela, para escutas da Polícia Miltar.

 

O major Michel Ferronato também teve prisão decretada, mas não foi encontrado. Ele estaria em viagem a Goiás. O coronel Carlos Eduardo Pinheiro da Silva, corregedor da PM, foi conduzido coercitivamente para prestar informações à Polícia Civil.

 

As prisões e buscas foram requeridas pela delegada Ana Cristina Feldner, da Polícia Civil, responsável pelo inquérito do Tribunal de Justiça de Mato Grosso que apura o caso, e decretadas pelo desembargador Orlando Perri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *