Ainda sem aparições públicas desde que foram reveladas imagens suas recebendo dinheiro do chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB) tem se reunido com seu secretariado. Na última sexta-feira (1º) o encontro teve como pauta a definição de ações para os últimos quatro meses de 2017.

 

Junto com a definição de novas metas e prazos, os secretários puderam apresentar um balanço das ações realizadas nos primeiros oito meses da gestão do peemedebista. “O mais importante é aquilo que ainda temos pela frente. São quatro meses em que há uma expectativa enorme da população. E queremos corresponder entregando o maior número possível de benefícios”, destacou o prefeito ao final do encontro.

Leia também – Protesto marca sessão que pede CPI contra Emanuel Pinheiro

Um dos projetos que serão intensificados é o de regularização fundiária de diversas regiões da cidade, o programa “Meu Lar, Minha Conquista”, lançado na última quinta-feira (31) com a meta de regularizar, até o ano de 2020, cerca de 20 mil lotes situados nos bairros mais carentes da cidade. “Queremos avançar nos programas sociais, aproximando a Prefeitura cada vez mais das pessoas menos favorecidas, que precisam e dependem totalmente do poder público”.

Mesmo com a definição de novas metas para este ano, ainda não há previsão de aparições públicas por parte do prefeito, ao contrário do que ocorria antes da revelação da delação de Silval. Além de documentos e relatos, o chefe de gabinete do ex-governador, Sílvio Cezar Corrêa Araújo, apresentou gravações de alguns deputados da legislatura anterior recebendo dinheiro vivo que, segundo ele, servia para garantir a governabilidade. Um dos flagrados foi exatamente Pinheiro que, por conta disso, reduziu o número de participações em eventos públicos.

 

fonte ;GD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *