Uma luta travada há anos entre empresários do ramo de locação de caçamba e a Prefeitura de Cuiabá está com os dias contados. Isso porque o Estado liberou uma emenda no valor de R$ 150 mil do deputado estadual Mauro Savi (PSB) para realização do projeto civil e ambiental que assegura a construção da usina de reciclagem para descarte de resíduos da construção civil.

De acordo com o presidente da Associação de Empresas Locadoras de Equipamentos para Construção Civil de Mato Grosso, Adir Arantes, já existe uma área para o projeto, e o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), irá analisar se a usina será gerida por uma concessão pública ou uma Parceria Público-Privada (PPP).

O representante do setor explicou sobre a necessidade dos projetos civil e ambiental para que a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) autorize a construção do local apropriado para o descarte do material recolhidos da construção civil. “Sem esta ajuda do deputado Mauro Savi, não iríamos conseguir que este projeto saísse do papel. Muita gente não sabe, mas o descarte irregular desses resíduos volumosos da construção civil  causa danos ambientais e deixa a cidade suja. Atualmente, esses entulhos são jogados nas periferias. O resultado disso é aumento de doenças como a dengue”, pontuou.

Para o deputado Mauro Savi, a construção dessa usina é uma vitória para a população de Cuiabá e para o setor. “Muitas empresas têm despejado o material em terrenos particulares como chácaras e lugares proibidos. E isso é caracterizado como crime ambiental, as próprias empresas acabam multadas pela prefeitura e o setor fica de mãos amarradas porque não existe um local próprio para o descartes de entulhos”, comentou o parlamentar.

A área reservada para a construção da usina está localizada próxima ao Aterro Sanitário de Cuiabá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *