Lubia Camilla Pinheiro Gorgete, um dos alvos da ‘Operação Luxus’, deflagrada na manhã desta quinta-feira (04), era beneficiária do programa Bolsa Família. A mulher e outras 16 pessoas tiveram mandados de prisão decretados. Eles são acusados de integrar uma quadrilha responsável por pelo menos 10 roubos a bancos de Mato Grosso. Ao todo, foram mais de R$ 5 milhões, que foram utilizados para bancar uma vida de luxo e ostentação.

Conforme as informações do Portal da Transparência, Lubia chegou a receber R$ 588,00 do programa Bolsa Família na cidade de Cuiabá. O benefício foi pago durante quatro meses para a mulher, que recebeu o dinheiro nos últimos quatro meses de 2015, sendo R$ 147 em cada um dos meses.

Lubia deu abrigo para dois criminosos de Santa Catarina, que vieram para Mato Grosso cometer crimes e auxilia nos trabalhos da quadrilha. A mulher também ostentava vida de luxo nas redes sociais. Entre os veículos apreendidos na operação estão: um Corolla, HB20 e uma picape Santa Cruz.

Os criminosos alvos da ‘Operação Luxus’, deflagrada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCC), na manhã desta quinta-feira (04), em Cuiabá, utilizaram os cerca de R$ 5 milhões roubados de agências bancárias para bancar passeios de helicóptero e viagens para praias do Nordeste e Sudeste. Além disto, também participaram pelo menos duas vezes do carnaval carioca, utilizando o montante levado dos bancos.

Alguns dos alvos tiveram mais de um mandado de prisão decretados pela Sétima Vara Criminal e também pela Vara Criminal da comarca de Poconé (104 km ao Sul), em três inquéritos, sendo o primeiro referente ao roubo ao Banco do Brasil, da Avenida Pernanbuco, bairro Morada da Serra II, em 13 de novembro de 2016; o segundo do furto qualificado ao banco do Brasil de Poconé, ocorrido no dia 5 de fevereiro de 2017, e o terceiro inquérito que o crime de organização criminosa.

Os bandidos promoviam a quebra da parede e o desligamento do alarme de  bancos da capital e do interior. Uma vez dentro subtraiam valores dos cofres. As ações foram praticadas, geralmente, aos finais de semana, deixando um rastro de destruição nas instalações físicas das agências e a população sem os serviços bancários.

Operação

A Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Judiciária Civil, deflagrou na manhã desta quinta-feira (04) a ‘Operação Luxus’, com o objetivo de cumprir 22 mandados de prisão preventiva e quatorze buscas e apreensão. A ação pretende prender 17 membros de uma organização criminosa que agiu em roubos e furtos de pelo menos 10 agências bancárias do Estado de Mato Grosso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *