Com o discurso de fortalecimento do partido em Mato Grosso, o presidente do diretório nacional do PSB, Carlos Siqueira, saiu em defesa de uma candidatura do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, ao governo do Estado ou Senado nas eleições de 2018.

“Todo partido tem a perspectiva de crescer e tem a meta de chegar ao poder. Ninguém pode ser obrigado a ser candidato. O projeto do Mauro Mendes depende dele e do partido que já lhe dá total apoio. Pelo ótimo prefeito que foi a Cuiabá, tem a total condição de liderar um projeto político seja ao governo do Estado ou Senado”, disse.
Presente no encontro do PSB realizado na manhã desta sexta-feira (7) em Cuiabá, o ex-prefeito Mauro Mendes agradeceu ao apoio da cúpula nacional, mas evitou comentar qualquer articulação de que está trabalhando para ser candidato ao governo do Estado ou Senado nas eleições de 2018.

“O momento não é de discussão a respeito de candidatura. O país está enfrentando uma grave crise econômica com duros reflexos nos Estados e defendo que a classe política pense na população e não priorize projetos políticos”, disse.

O presidente do diretório estadual do PSB, deputado federal Fábio Garcia, também considera prematura qualquer discussão visando composições para 2018.

“A militância do PSB tem simpatia pela candidatura do Mauro Mendes, mas qualquer definição exige um debate muito mais amplo. Estamos ainda no primeiro semestre de 2017 e não há nenhuma articulação neste sentido”, ressalta.

Ainda participaram do encontro partidário a bancada do PSB composta pelos deputados Eduardo Botelho, Mauro Savi, Oscar Bezerra e Adriano Silva, o deputado federal Adilton Sachetti e o vice-governador de São Paulo, Márcio França e a deputada federal e líder do PSB na Câmara dos Deputados, Tereza Cristina (MS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *