Mato Grosso tem 3 representantes no rol dos 500 maiores devedores da Previdência Social, lista que inclui grupos empresariais renomados, usinas, bancos, universidades, empresas aéreas, de telefonia, empresas públicas e privadas, prefeituras, governos estaduais e até instituto de previdência estadual. São R$ 426 bilhões que não são repassados ao Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS) pelas empresas e governos.

Do Estado, figuram na lista de devedores a massa falida dos Supermercados Modelo Ltda com uma dívida de R$ 75, 4 milhões, além das usinas Pantanal de Cana de Açúcar e Alcool e Usina Pantanal, ambas em recuperação judicial. Conforme o levantamento disponibilizado pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, a Usina Pantanal deve R$ 119,6 milhões enquanto a Usina Jaciara é devedora de R$ 80,5 milhões. Juntas, as 3 empresas devem R$ 275,5 milhões para a Previdência Social.

Vale destacar que as usinas Jaciara e Pantanal entraram em recuperação judicial em 2009 e foram incorporadas pela Usina Porto Seguro de Açúcar e Álcool S/A em março de 2014 por R$ 200 milhões parcelados em 12 prestações anuais e com a reversão dos recursos em favor dos credores. A ação principal (recuperação judicial) tramita na 2ª Vara Cível de Jaciara (144 km de Cuiabá).

 

Já a rede de Supermercados Modelo abriu falência em 2014. Naquela época, somente as dívidas trabalhistas referentes aos 1.102 funcionários atingiam o montante de R$ 1,8 milhão. Até momento, 293 credores ainda estão pendentes de pagamento. A dívida total do Grupo Modelo no início da recuperação era de R$ 171 milhões. Porém, numa entrevista ao jornal A Gazeta em outubro de 2014, o administrador judicial Antonio Luiz Ferreira da Silva informou que o valor havia aumentado para R$ 315 milhões.

Outras 2 empresas de projeção nacional, mas que possuem forte atuação em Mato Grosso e que constam na “lista negra” dos maiores devedores da Previdência são: a JBS/SA e a Mendes Júnior Engenharia S.A.

A JBS/Friboi detentora de várias plantas frigoríficas no Estado é a segunda da lista devedores com saldo negativo de R$ 1,8 bilhão só perdendo para a massa falida da Viação Aérea Rio-G (Varig) que quebrou em 2006 e deve R$ 3,7 bilhões. A empreiteira Mendes Júnior, responsável pela construção da Arena Pantanal, possui uma dívida de R$ 393,3 milhões. Veja aqui a lista completa dos devedores.

Bancos

A Caixa Econômica Federal, de natureza pública, deve aproximadamente R$ 550 milhões à Previdência. O antigo Banco do Ceará (Bancesa) precisa pagar uma dívida de R$ 1,683 bilhão enquanto o Bradesco, o Banco do Brasil e o Itaú Unibanco possuem débito de R$ 465 milhões, R$ 208 milhões e R$ 88 milhões, respectivamente.

A dívida de R$ 426,07 bilhões acumulada pelos devedores é quase 3 vezes o atual déficit do setor, que foi cerca de R$ 149,7 bilhões no ano passado. Em entrevista à Agência Brasil, o coordenador-geral da Dívida Ativa da União, Cristiano Lins de Moraes, explicou que algumas dessas dívidas começaram na década de 60.

A Procuradoria-geral da Fazenda Nacional tenta recuperar parte do dinheiro por meio de ações na Justiça. No ano passado, foram recuperados aproximadamente R$ 4,150 bilhões, cerca de 1% do total devido. O valo recuperado foi 11% superior ao de 2015.

Cristiano de Moraes disse que a Procuradoria-Geral da Fazenda nacional tem desenvolvido projetos para agilizar o pagamento das dívidas, mas programas de parcelamento de dívidas de estados e prefeituras atrasam com frequência o pagamento dos débitos. Leia a íntegra da matéria publicada pela Agência Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *