Voluntário da Cruz Vermelha de Mato Grosso, o socorrista Ruy Barbosa está fortalecendo, via redes sociais, uma campanha de doação de sangue para aumentar o estoque no Hemocentro.

Pelo Facebook ele começou a chamar para a iniciativa que começa nesta sexta-feira (27), na rua 13 de Junho, em Cuiabá, e que pode ser aderida nos dias seguintes.

“Já consegui 50 doadores, mas como o Hemocentro só tem 13 cadeiras vamos doar em grupos de 10 em 10”, explica.

“Estamos fazendo isso para que sirva de incentivo a outros doadores”, destaca o socorrista.

 

Ele explica ainda que a Cruz Vermelha é um movimento humanitário internacional, que faz campanhas e serviços em prol da saúde e do bem estar das sociedades.

Realça que a entidade cidadã, através do voluntariado, dá suporte em casos de tragédias, desastres e até mesmo festas, garantindo, junto com o Corpo de Bombeiros e outras instituições, a segurança pública.

“Como socorrista, já vi muita gente morrer por falta de sangue”, comenta Ruy. “Nesta época de festas, baixa o estoque, do Natal ao Carnaval. Precisamos da parceria das pessoas para não deixar faltar”, convoca.

No Hemocentro de Mato Grosso, a assistente de captação de doações, Magda Matos, agradece o apoio. “Toda parceria é bem-vinda”.

 

Segundo ela, o estoque está estável, mas precisa principalmente de sangue tipo O negativo e O positivo.

Explica informa que os tipos negativos – A, B, AB e O – representam 20% da população, ou seja, são mais raros, então os mais visados.

Sobre a qualidade do sangue, adverte que o doador voluntário deve ser responsável, tendo boa alimentação, não beber ou fumar e saber se tem doenças sanguíneas pré-existente, inclusive as transmitidas sexualmente.

“Sangue é remédio, só que um remédio perigoso. Pode gerar vida, mas também pode gerar morte. Um médico ao indicar uma transfusão está tomando uma decisão extrema”, adverte a servidora Magda.

“As pessoas que vão receber a transfusão estão enfermas, com certeza em situação delicada, então a qualidade do sangue que vai receber tem que ser confiável. Por isso, todas as bolsas são avaliadas e se têm algum problema são descartadas”, informa.

Quem doa sangue pela lei tem alguns benefícios. Um deles é isenção em taxa de concurso.
Mas, para Ruy Barbosa, o maior o maior benefício é a sensação de bem estar que a solidariedade dá.

Mais informações sobre doação de sangue: 65-36230044.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *