Bancários completaram nesta segunda-feira o 28º dia de greve e mantém os braços cruzados por tempo indeterminado. Assembleia realizada na tarde de hoje, na sede do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (Seeb-MT), definiu que na quarta-feira (5) um protesto diante da agência da Caixa Econômica Federal (CEF) da rua Barão de Melgaço, na Capital.

Em seguida os trabalhadores em greve farão caminhada pelas principais ruas da área central. O objetivo, segundo o presidente do sindicato Clodoaldo Barbosa, é contrapor a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) que tem tentado jogar a população contra a classe. Este diálogo com a comunidade se faz necessário para mostrar que as reivindicações são justas e que os banqueiros se negam a repor inclusive a inflação do período.

A proposta da proposta da Fenaban foi rejeitada na mesa de negociação, que aconteceu na quinta-feira (28). Os patrões insistem no reajuste de 7% para os salários e benefícios. Abaixo da inflação do período, de 9,62%. Os bancos também querem mudar o modelo do acordo, com validade de dois anos, e oferecem abono de R$ 3,5 mil.

Bancos: Em Mato Grosso são mais de 280 agências fechadas, em todo o Brasil o número já ultrapassa a 13.400 agências fechadas. Vários encaminhamentos foram aprovados para fortalecer o movimento grevista.

No dia 5 de outubro, dia nacional de luta Contra o Desmonte do Estado Brasileiro, os bancários também irão para as ruas para alertar a população, mostrando que a greve é culpa dos banqueiros que querem aumentar os seus lucros rebaixando os salários dos trabalhadores.

fonte; gd

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *