Um grupo de estudantes ocupou o prédio da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) na tarde desta segunda-feira (11).

 

Segundo servidores da Pasta, os jovens teriam exigido que os trabalhadores saíssem do local.

 

O grupo, com cerca de 30 estudantes, estava acampado no pátio da Seduc desde a semana passada. Os jovens entraram no prédio por volta das 14h, no retorno do horário de almoço de parte dos servidores.

 

Os estudantes realizam a ocupação em protesto contra a possibilidade de implantação de parcerias público-privadas (PPPs) nas unidades de ensino. Eles também solicitam que seja feito novo concurso público para professores.

 

Eles também querem a instalação de uma CPI na Assembleia Legislativa para investigar supostas fraudes na Educação, que vieram à tona na Operação Rêmora.

 

A assessoria de imprensa da Seduc confirmou a invasão e assegurou que uma comissão dos estudantes se reunirá com o secretário de Educação, Marco Aurélio Marrafon, ainda na tarde desta segunda-feira (11).

 

Ainda segundo a assessoria, os servidores estariam trabalhando normalmente, mesmo com a ocupação. No entanto, um servidor que trabalha no prédio da Seduc assegurou que diversas pessoas abandonaram seus postos de trabalho por causa do ato.

 

“Muita gente foi embora, porque os estudantes pediam que a gente parasse de trabalhar, pois iriam ocupar o lugar”, relatou.

 

O homem disse que o grupo impediu que outros funcionários entrassem.

 

“Eles ocuparam boa parte do prédio e também fizeram barreiras para que não chegassem outras pessoas”, contou.

 

O Governo do Estado havia informado que as PPPs seriam implantadas apenas na construção e manutenção de prédios. Os estudantes, no entanto, não aceitam nem mesmo essa possibilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *