Um jovem de 21 anos morreu na manhã desta quarta-feira (2) após o carro em que estava se chocar contra um poste na Avenida Pernambuco, no bairro CPA 2, em Cuiabá. Wilstter Avelar trabalhava como promotor de eventos e estava no banco de carona do próprio carro. O veículo estava sendo conduzido por um amigo, que sobreviveu ao acidente. Sem condições financeiras, a família de Wilstter está contando com auxílio de amigos em uma campanha de arrecadação de dinheiro para realizar o velório e o sepultamento do jovem.

De acordo com a Polícia Civil, Wilstter ingeriu bebida alcoólica durante a madrugada e, por isso, pediu para o amigo, de 22 anos, conduzir seu carro na volta para casa. No trajeto, entretanto, o colega do promotor de eventos dormiu ao volante e o carro ficou descontrolado.

Câmeras de segurança registraram, às 6h11, o momento em que o veículo passou pela Avenida Pernambuco, no bairro CPA 2, em alta velocidade. O carro subiu na calçada do lado esquerdo e colidiu de frente com um poste.

O jovem Wilstter Avelar, morto aos 21 anos. (Foto: Reprodução/ Facebook)O jovem Wilstter Avelar, morto aos 21 anos.
(Foto: Reprodução/ Facebook)

O delegado Jefferson Dias, da Delegacia Especializada de Trânsito (Deletran), informou que, conforme a apuração no local do acidente, o condutor do veículo e Wilstter não usavam cinto de segurança. Com a batida, os dois foram projetados para frente e Wilstter chocou a cabeça com o vidro dianteiro do carro, sofrendo ferimentos gravíssimos. Ainda segundo o delegado, o amigo da vítima prontamente tentou prestar socorro e Wilstter chegou a ser levado para o Pronto Socorro Municipal de Cuiabá, mas morreu no local. O condutor deve ser indiciado por homicídio culposo, informou o delegado.

Imediatamente após a notícia da morte, familiares e amigos de Wilstter iniciaram uma campanha de arrecadação de dinheiro para providenciar um velório e um sepultamento ao jovem, alegando que a família dele passa por dificuldades financeiras. Até a tarde desta quarta-feira o grupo ainda não havia levantado o valor suficiente para as homenagens, informou Max Lennon, um dos organizadores da arrecadação, à reportagem.

Finte: G1 MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *